“Flávio Dino até hoje não tem justificativa para ter apreendido 60 mil carros e motos” diz deputado Wellington sobre silêncio do governador em debate

Na noite da última terça-feira, os candidatos ao governo do Maranhão participaram de um debate. Na ocasião, questionaram ao governador Flávio Dino sobre os “motivos” que fizeram com que ele apreendesse e leiloasse carros e motos de maranhenses pelo simples atraso no IPVA. Mais uma vez, Flávio Dino desconversou e sequer ousou falar nas apreensões.

Sobre o posicionamento, o deputado Wellington, que foi o único deputado estadual que denunciou e foi contra essas apreensões de carros e motos, afirmou que o governador ficou calado porque não tem justificativa alguma para a maldade que fez.

“Flávio Dino até hoje não tem justificativa para ter apreendido 60 mil carros e motos no Maranhão. Foi por isso que ele desconversou, durante o debate. Ele sabe que é errado, que é inconstitucional apreender o carro ou a moto do trabalhador só porque está com IPVA atrasado. O governador sabe que fez isso por maldade, por essa ânsia de arrecadar. Ele destruiu o meio de ganhar pão de muito pai de família, que mal tinha a moto para trabalhar. Na propaganda, dizem que o governo avançou. Sim! Flávio Dino avançou, mas avançou foi nos carros e motos dos maranhenses. Lutamos e continuamos firmes para impedir que essas apreensões voltem a acontecer. Não somos contra blitzes e nem defendemos inadimplentes. Defendemos, apenas, os trabalhadores do Maranhão”, disse Wellington.

Wellington recebeu o título de “deputado do IPVA” diante dos vários projetos que o parlamentar já apresentou na Assembleia Legislativa, a exemplo do PL 99/2017, que proíbe a apreensão de veículos por conta exclusivo do não pagamento do IPVA, já que é inconstitucional utilizar o tributo com efeito de confisco; entre outros, como o que dispõe sobre o parcelamento do IPVA em até 12 vezes; além do que torna obrigatório que pátios em que veículos apreendidos estejam sejam cobertos e contem com as devidas condições para proteger o bem do cidadão. E ainda tem o Projeto de Lei N° 079/2018, que proíbe a remoção de veículos apreendidos para outro município fora do local de origem. O referido projeto já foi aprovado pela Assembleia Legislativa e vai para sanção governamental.

Assessoria

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *