Lula, Roseana, Flávio Dino, oportunismo e traição

SÃO LUIS – Muita coisa pode ser dita da filha de José Sarney, menos que ela é traidora. Ao longo desses anos Roseana sempre fez jus às suas alianças. Na verdade, quando se envolve em traições ela sempre ocupa o lugar de traída (Luís Fernando, Gastão Vieira…). Quem sabe o mínimo da história recente do Maranhão sabe bem do que eu digo. O apoio de Roseana a Lula é surpresa apenas para alienados e oportunismo apenas para mentirosos.

Se não fosse por José Sarney, Lula teria seu mandato cassado ainda em 2005. A parceria SarneyxLula vem de longe.

O mesmo não se pode falar de Flávio Dino. O governador traiu Eliziane Gama e Tadeu Palácio nas eleições de 2012. Ao chegar no governo traiu Roberto Rocha e Eliziane Gama (de novo). Depois traiu Reinaldo Tavares, o seu criador. Nessa semana traiu o grupo político de Humberto Coutinho em Caxias. Sendo que antes já havia traído o próprio Lula ao propor o abandono do petista em benefício de Ciro Gomes.

Esses fatos deixam a coisa clara: oportunismo e traição não estão no repertório de Roseana, mas abundam quando o negócio é Flávio Dino.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *