FRAUDE DE LICITAÇÃO DESMONTADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PORTO FRANCO E PELA JUSTIÇA

MAIS UM ESQUEMA DE FRAUDE DE LICITAÇÃO DESMONTADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PORTO FRANCO E PELA JUSTIÇA SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DE NELSON HORÁCIO.
A justiça vem se manifestando a cada dia em prol da população de Porto Franco. Dessa vez a Justiça desmontou um esquema de fraude na licitação para prestação de serviços contábeis.
  
Segundo o Ministério Público o esquema funcionava da seguinte forma:
 
 
Para fazer a contratação de serviços contábeis a administração de Nelson Horácio montou um esquema alegando que não havia funcionários capacitados para exercer a função contábil, sendo que possui e os funcionários teriam sidos colocados em outras funções.
 
Após isso o MP apurou que a empresa ganhadora da licitação no valor de R$ 426.000,00 foi a G. CAVALCANTE SILVA-ME, onde a empresa não tinha habilitação para concorrer e muito menos havia escritório. Sendo ainda a Contratação da Sra. NILVA FAUSTINO, como contadora do município recebendo o montante de R$ 10.000,00 por mês.
 
Após ser ouvido pelo ministério público a proprietária da empresa admitiu que a empresa não tinha requisitos para participar da licitação e sequer possuía sede da empresa, muito menos comparecia no município de Porto Franco.
 
Juntamente com a cúpula do município e sobre o conhecimento e a participação do Prefeito Nelson Horácio, a empresa de contabilidade foi indicada pelo então secretário de administração DYONATHA MARQUES DA SILVA.
 
Sendo assim o Juiz Antônio Donizete Aranha Baleeiro bloqueou os bens dos envolvidos: PREFEITO NELSON HORÁCIO, PREGOEIRO JOEL DA SILVA SOUSA, EMERSON BARBOSA DA SILVA, ROSENIRA GOMES CARDOSO, G. CAVALCANTE DA SILVA-ME, GERUZA CAVALCANTE DA SILVA e o SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DYONATHA MARQUES DA SILVA no valor de até R$106.500,00 (cento e seis mil e quinhentos reais) podendo o juiz tomar outras medidas até a efetivação da decisão no decorrer do processo.
 
Mais uma vez a Justiça sendo feita. E infelizmente o a população Portofranquina é que arca com esse prejuízo
 
Parabéns a Justiça e ao Ministério Público.
Por Danilo Freire. 

One comment

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *