Autor de livro sobre crimes e falcatruas de Lulinha é ameaçado por Suassuna, o sócio (Veja o Vídeo)

Os negócios milionários, os contratos sem nenhuma lógica comercial e as operações suspeitas que faziam jorrar milhões em empresas de fachada que nada produziam, são relatados minuciosamente.

Marco Aurélio Vitale, o autor do livro, foi diretor do grupo empresarial de Lulinha durante sete anos.

O livro está em sua 2ª edição e é repleto de documentos, fotos, e-mails, mensagens que comprovam as falcatruas e os crimes praticados pelo quarteto.

O próprio livro é uma sentença condenatória.

Eis que presentemente, Vitale tem recebido informações de ameaças contra a sua vida desferidas por Joanas Suassuna.

Esta semana, um Boletim de Ocorrência onde a ameaça é relatada foi registrado.

De acordo com o B.O., Suassuna teria “mandado um recado”, através de um ex-empregado: “Pagar alguém para acabar com Vitale”, foi a mensagem enviada pelo facínora.

Antes de escrever ‘O Sócio do Filho’, Vitale teve o cuidado de entregar, pessoalmente, todos os arquivos e documentos que atestam a sua veracidade à Polícia Federal do Paraná – Força Tarefa da Lava Jato. Além de entregar voluntariamente essas provas, oficializou em depoimentos os fatos relatados à Receita Federal – Força Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, Ministério Público Federal no Rio de Janeiro e Polícia Federal – Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba.

No vídeo abaixo, assista o relato da história e da ameaça:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *