Agentes de trânsito fiscalizam transporte irregular de passageiros e de cargas

Medida garante segurança aos usuários do transporte público

IMPERATRIZ – Agentes de trânsito fiscalizam vans, micro-ônibus e ônibus que circulam por vias de Imperatriz.  A medida visa evitar que veículos irregulares prestem serviço à população e, com isso, garantir a segurança aos usuários do transporte público, evitando serem transportados em veículos em condições precárias.

De acordo com o agente e coordenador de Trânsito, João Jerônimo, veículos fiscalizados nestas condições são recolhidos ao pátio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran, situada na Avenida Pedro Neiva de Santana, Vila Redenção II, até que sejam sanadas pendências.

Para o transporte de passageiros e de cargas, motoristas precisam ter a categoria necessária para esta classe, e realizem curso para adquirir a permissão, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileir, CTB. Veículos utilizados para fretamento, sem a devida regulamentação legal, também estão sendo alvo da fiscalização dos agentes de trânsito.

“Esses veículos depois de regularizados são restituídos aos proprietários, porém em caso de reincidência voltam a ser notificados e recolhidos”, diz ele, ao observar que durante o período carnavalesco, foram recolhidas mais de 13 motocicletas, incluindo condutores sem documento obrigatório.

ESTACIONAMENTO IRREGULAR

Veículos estacionados de maneira irregular, principalmente nas vagas destinadas aos idosos e deficientes físicos, estão sendo multados e recolhidos para o pátio da Setran. Ocorrências praticamente triplicaram durante o período de carnaval, de acordo com levantamento estatístico da Setran.

João Jerônimo ainda explica que, depois de noventa dias, os veículos recolhidos ao pátio do órgão poderão ser levados a leilão. Prazo é estabelecido pela legislação. Porém, caso o veículo esteja com itens obrigatórios em dias, imediatamente é restituído ao proprietário. “Todo o veículo que é recolhido passa pelo procedimento de vistoria para verificar condições de funcionamento, incluindo pneus, parte elétrica (faróis), ou seja, todos os equipamentos de comunicação e de proteção individual”, concluiu.

ASCOM/ITZ

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *